Fundos de Investimento

Clube de Investimentos

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 11 de abril de 2021

Estes investimentos são relacionados a compras de ações, que podem ser acessadas e compradas via home broker, mas é possível que a junção de pessoas possa representar um grupo de compras de ações. É desta forma que funciona o Clube de Investimentos, que é um instrumento que reúne alguns investidores possuindo algumas regras, como:

⯀ Condomínio: É um condomínio de cotistas em ações que reúne, no mínimo, de 3 a 50 pessoas para o investimento no mercado de ações. E a grande vantagem disto é a diversificação, onde qualquer um sendo família ou amigo pode participar. O clube de investimentos possui e deve possuir CNPJ próprio, operando em nome do CNPJ e não de pessoa física.

⯀ Administração: Nenhum cotista sozinho pode ser redentor de mais de 40% das cotas. Ou seja, se estamos falando de um clube de 10 pessoas e o patrimônio total do clube seja de R$100.000,00, ninguém pode ter sozinho R$40.000,00.

Como é movido por um CNPJ próprio, como sabemos o controle do quanto é de cada pessoa?

Para isso deve-se contratar um serviço de administração que deve ser feito por uma instituição financeira, como corretora ou distribuidora de títulos de valores imobiliários, um banco de investimentos ou um banco múltiplo de carteira de investimentos, sendo responsável por toda a prática burocrática do clube, fazendo uma gestão do patrimônio investido.

⯀ Gestão: A grande vantagem do clube de investimentos é que a própria pessoa cotista pode ser o gestor do fundo, escolhendo que ativo comprar e que ativo vender. Comparando o clube de investimento com o fundo de investimento, é que o fundo é necessário ter uma gestão profissional, uma pessoa em que muitas vezes não sabemos que gere está cuidando deste fundo. Já no clube de investimentos, por serem todos escolhidos, um dos membros pode ser o gestor que pode ser o cotista, também podendo ser realizado por um gestor profissional.

⯀ Carteira: A carteira do clube é igual ao fundo de ações, sendo que no mínimo 67% deve estar em ativos negociados com lastro na bolsa de valores e os outros 33% é livre para ser negociado em qualquer ativo. Se estamos falando que é um clube de investimento de ações, o seu IR será igual ao fundo de ações, onde 15% somente no resgate do cotista e quem faz essa retenção é o administrador.

Portanto, o clube de investimentos possui estas regras e para memorizar, ele se diferencia do fundo de investimento, pois é um grupo menor de pessoas, que possui uma voz mais ativa para decidir e deliberar na assembleia, podendo eleger o seu gestor do seu patrimônio.

E quando se fala em carteira é exatamente igual e isso pode ser encontrado em alguns materiais falando que o clube de investidores é um instrumento que reúne um Pool de investidores, que pode ser traduzido como uma junção de investidores que realizam um clube de condomínio para investimentos.

Tributação dos Clubes de Investimentos

A alíquota é de 15% no resgate para fins de IR.

A responsabilidade pelo recolhimento do imposto, que acontece no terceiro dia útil da semana subsequente ao resgate, é do administrador do clube via DARF.

Caso a carteira do clube de investimento não atinja o percentual mínimo de 67% em ações negociadas no mercado à vista, aplica-se tributação idêntica à da renda fixa.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *