Você já ouviu falar em CRI? Não?! Então, aqui neste artigo você conseguirá compreender o que significam os Certificados de Recebíveis Imobiliários.

Sendo que o essencial para seguir os estudos é que você deve sempre lembrar  que o CRI é aplicado no âmbito do mercado imobiliário.

O CRI é os Certificados de Recebíveis Imobiliários, que pode ser considerado um título de renda fixa de longo prazo emitido exclusivamente por uma companhia securitizadora – uma instituição que emite títulos no mercado para os investidores, isto é, ela é a empresa que antecipa a carteira de crédito dos bancos, pagando à vista para o banco e recebendo a prazo dos tomadores – com lastros em um empreendimento imobiliário que pagam juros aos investidor.

Portanto, podemos concluir que o CRI é emitido por uma securitizadora. 

Para a realização do processo da securitização vinculado ao CRI, é necessário seguir alguns passos formais. Tais passos, incluem a constituição do denominado Termo de Securitização, que se constitui com os seguintes elementos:

  • Identificação do devedor;
  • Valor nominal de cada crédito que lastreie a emissão;
  • Identificação dos títulos emitidos;
  • Indicação de outras garantias dos títulos, quando houver.

Para você entender melhor, imagine que a securitizadora tenha comprado uma carteira de crédito imobiliário de um banco no valor de R$500.000,00. Essa compra é, para o banco, e pode ser considerada uma antecipação de um fluxo de caixa futuro e, para a securitização será realizado um pagamento à vista.

Apesar dessa explicação a pergunta que fica é: De onde a securitizadora vai tirar todo esse dinheiro para pagar ao banco? 

Se você respondeu que essa grana toda será vinda do mercado financeiro, você já está craque em CRI, pois é esta a resposta correta! Logo, a securitização emite um título, que por consequência é o CRI. 

Já que a CRI é um título de valor imobiliário, pois suas atividades são referentes e para a construção ou compra de um imóvel, ela deve obrigatoriamente ser um objeto de oferta pública, porém deve ter autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) para poder ser ofertado ao mercado, exceto quando for exclusivamente para investidor qualificado.

Dentro dos recebíveis do CRI é habitual que seja instituído o regime fiduciário, ou melhor, os recebíveis:

I) São separados do patrimônio da securitização e destinados especialmente à liquidação dos CRIs, bem como ao pagamento dos respectivos custos de administração e de obrigações fiscais;

II) Estão, isentos de qualquer ação ou execução pelos credores da securitizadora;

III) Só responderão pelas obrigações inerentes aos certificados de recebíveis.

Portanto, a securitizadora não pode utilizar tais recebíveis para outras finalidades que não as acima colocadas.

Mapa Mental CRI, Mapa Mental Certificados de Recebíveis Imobiliários
Mapa Mental CRI, Mapa Mental Certificados de Recebíveis Imobiliários

Características dos Certificados de Recebíveis Imobiliários

As principais características do CRI se englobam dentro do ramo imobiliário, sendo que não tem garantia do FGC; possui lastro no crédito imobiliário e, portanto, tem garantia real; apresenta isenção e incidência de IR para investidor Pessoa Física (PF), conforme a tabela regressiva de IR; e é um título registrado na clearing de títulos da B3.

Também é válido saber que unindo estas características, o CRI não apresenta regulação para o valor unitário do título, no entanto, é comum títulos com valor de aplicações de R$1.000,00.

Mais de 4000 questões comentadas para sua certificação financeira

Então, podemos entender que o CRI representa o comprometimento de um pagamento futuro em dinheiro. Onde se apresenta como forma de o emissor ter maior liquidez, por facilitar o resgate do dinheiro em curto prazo. 

E se você pretende ou conhece alguém que investiu em um título de renda fixa, mais especificamente em um CRI, é válido sabermos que isso colabora e auxilia o financiamento do mercado imobiliário por meio da antecipação de crédito no mercado imobiliário. 

Desta forma, como todos os sistemas e programas relacionados à imóveis, o CRI, que faz parte deles e se apresenta com mais força no Sistema de Financiamento Imobiliário, trazendo vantagens e maiores oportunidades para a aquisição e financiamento de um imóvel.

Gostou do conteúdo sobre Certificados de Recebíveis Imobiliários?

Fique a vontade para deixar sua dúvida nos comentários e irei responder o mais breve possível.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!