No relacionamento afetivo de um casal o fator financeiro possui uma alta participação, tanto nas conquistas quanto nas frustrações. Mas saiba que os casais devem enriquecer juntos.

Isso acontece porque a situação financeira está presente sempre, inclusive na hora do relacionamento e possui grande influência.

Podemos ver isso claramente no cenário do empreendedorismo. Não é difícil ver que alguns negócios administrados por casais que estão indo muito bem. Estes casais têm consciência de que devem enriquecer juntos pois investem no futuro financeiro em conjunto e de forma inteligente. Afinal, enriquecer juntos é muito mais interessante e gratificante não e mesmo?

Vou te ajudar com algumas dicas muito importantes.

Estabeleça metas

Estabelecer onde você quer chegar e como vai fazer isso é imprescindível para realizar suas conquistas.

Uma coisa muito legal de se fazer, é colocar em um quadro todos os objetivos do casal de forma fácil de ser visualizada. Visualizando suas metas diariamente você e sua família irão se lembrar de quais são as suas prioridades.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Casais devem enriquecer juntos cumprindo suas metas. A unificação das atividades bancárias criando uma única conta corrente conjunta é um hábito financeiramente saudável e muito importante na hora de negociar dívidas e investimentos. Mas esta junção só será válida se cada membro do casal não perder sua individualidade.

O planejamento financeiro deve ser único para o casal, mas sem prejudicar a igualdade e os pequenos prazeres de cada indivíduo. A chave para um planejamento financeiro equilibrado e uma vida feliz é sempre o equilíbrio.

O ser humano é uma criatura de hábitos, e na vida financeira não é diferente. Por isso, separei algumas dicas importantes para que sua família tenham uma vida financeira e emocional equilibrada e saudável. Vamos a elas:

Possua uma reserva de emergência

O futuro é imponderável e não há como prever com certeza absoluta o que irá ocorrer a seguir. Por isso, possuir uma reserva de emergência é fundamental para não ficar endividado caso algum imprevisto ocorra. Já imaginou o que aconteceria com seu orçamento se você precisar fazer uma cirurgia de emergência e seu plano de saúde cobrar uma diferença de R$ 25.000,00?

Em minhas consultorias financeiras para pessoas físicas eu recomendo uma reserva de emergência de 10 vezes o valor da renda líquida da família. Muito cuidado nesta hora. A reserva de emergência não é para você colocar embaixo do colchão. A diferença é que este capital deve ser alocado em investimentos com resgate sem carência como CDBs, Fundos de Investimento e até uma pequena parte na caderneta de poupança.

Seja financeiramente Organizado

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Esta dica pode ser um clichê mas acredite ou não o grande problema de 90% (dados da minha base de clientes) das famílias está neste ponto. Criar uma planilha de orçamento pessoal com as despesas separadas por categorias (Fixas, Variáveis e Descartáveis).

Possuir um controle com todas as receitas do casal, as despesas classificadas por classes e o quanto da renda já está comprometida já está comprometida com gastos essenciais é o primeiro passo para ter uma vida financeiramente equilibrada.

Anotar todas as despesas ou ficar guardando comprovantes (eu concordo com você) é um pé no saco não é mesmo? Por este motivo muitas pessoas até criam um planejamento financeiro em uma planilha mas não dão continuidade porque é muito trabalhoso.

A boa notícia é que a tecnologia está aqui para ajudar. Hoje todo mundo tem um smartphone. Desde o lançamento do Mobills (aplicativo de finanças pessoais) não há mais desculpa. Você pode registrar a sua despesa pelo celular no momento em que ela acontece e não perder mais o controle de suas finanças.

Quais são as regras?

A graça do jogo das finanças pessoais é que não existem regras fixas. Não há uma verdade absoluta porque cada caso é muito específico. Cada pessoa ou família carrega uma bagagem de experiências e sentimentos que não podem ser deixadas de lado.

A única regra é o equilíbrio. Nada daquela baboseira de deixar de tomar um café por dia e em 20 anos ter uma fortuna. Um jantar em família em um local diferente e agradável, uma ida ao cinema, aquela viagem que você sempre quis… todas devem ser realizadas. O importante é manter o equilíbrio com a consciência de guardar um percentual da renda do casal para a posteridade.

A diferença de renda do casal é muito grande. Como proceder?

Indiferente do tamanho da disparidade de renda do casal, ambos devem participar do orçamento familiar. Nos casos em que somente a pessoa com mais renda contribui para o orçamento, a de menor renda geralmente não dá valor as conquistas da família e não se empenha no cumprimento das metas.

Se o casal é estável, o ideal é tratar toda a renda como uma única receita. Realizar o planejamento financeiro em conjunto com objetivos em comum é um dos passos para a relação com o dinheiro e com o cônjuge funcionar bem a longo prazo.

Planeje seu futuro

Ninguém tem uma vida financeiramente saudável gastando como um louco, por isso o ideal é reservar no mínimo 10% da renda da família com o foco na independência financeira pois casais devem enriquecer juntos. Desta forma o casal conseguirá acumular capital o suficiente para viver bem quando a renda começar a cair.

Tenha calma para adquirir a casa própria

Quando falamos de finanças pessoais este é com certeza o tema mais polêmico de todos. Comprar ou não um imóvel?

Como comentei anteriormente, não há uma verdade única. É preciso levar em consideração todos os pontos positivos e negativos da aquisição e soma-los a suas experiências de vida e sentimentos. O ponto chave é saber o melhor momento para adquirir este imóvel caso esta seja a decisão do casal.

Se vocês são jovens e em início de carreira este não é o melhor momento para a compra. Este é um raciocínio importante porque o imóvel irá reduzir a sua flexibilidade de locomoção. Desta forma você pode subavaliar uma grande oportunidade de carreira. Suponhamos que você more em Caxias do Sul como eu, comprou seu imóvel e acabou de mobiliá-lo.

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Algo incrível acaba de acontecer. Hoje, você recebeu uma proposta de uma empresa de São Paulo que pode dar o rumo que você sempre quis a sua carreira. Quanto o imóvel próprio irá pesar na sua decisão de mudança para São Paulo para aproveitar esta oportunidade incrível?

Um casal é um time

Quando você está feliz e apaixonado você trabalha melhor e rende mais. Quanto mais conversarem sobre os sonhos de cada um e onde investir, melhor será a relação no longo prazo.

Agora, em qualquer relacionamento de longo prazo irão haver momentos ruins. Muitas vezes o desânimo pode vir pelo fato dos resultados demorarem para aparecer. Quando esta tensão está no ar, um deve apoiar o outro. Lembre-se do chavão de substituir a palavras CRISE por CRIE.

Lembre sempre que casais devem enriquecer juntos.

Dê valor a seu dinheiro

É importante comparar os preços em várias lojas antes de comprar um produto (ainda mais com a facilidade de portais como o buscapé). Se você precisa de um eletrodoméstico novo, porque desperdiçar valores altos pagando a mais por um produto idêntico?

Lembre-se que como falamos no mercado financeiro, não existe almoço grátis. Desconfie dos preços baixos demais, normalmente há algo escondido.

Cuidado com os Tabus Financeiros

Pessoas com relacionamentos mais maduros podem achar que “Casais devem enriquecer juntos seja impossível”. Para ultrapassar está barreira é bom conversar com um amigo casado ou outro casal para ver que no inicio é difícil mesmo. Podemos comparar as finanças em casal como a pratica de exercícios físicos.

Outro grande tabu que é fundamental conversar em casal é sobre a eventual falta de uma das pessoas do casal por morte, invalidez, doença grave ou de um filho com problemas de saúde. Ninguém gosta de conversar sobre esse tipo de coisa, mas traçar planos alternativos para essas eventualidades possibilita ao casal contratar seguros e planos de saúde mais interessantes.

Se o plano do casal é alcançar a independência financeira, esta é uma maratona que deve ser disputada em equipe e mantendo o equilíbrio. Evite parcelas e dívidas, caso seja necessário comprar algo que estava fora do planejamento, analise quando e como irá ralizar esta compra para não afetar o orçamento familiar.

O mercado de investimentos é disputadíssimo. Assim como existem oportunidades de investimento incríveis, existem diversas “frias” gigantescas. Estude o máximo que puder sobre inteligência financeira e investimentos. Aqui acho importante ressaltar que a teoria é diferente da prática.

Acima de tudo, experimente. Tem medo de investimento em ações? Coloque um pequeno valor que não lhe fará falta para conhecer como realmente funciona este mercado. TODOS as pessoas ricas e financeiramente saudáveis, investem em ações. O que você precisa é de uma orientação correta para investir neste mercado.

Quando falo em experiências e sentimentos, me refiro a bagagem familiar e experiências financeiras que trazemos de nossos pais. Para que seus filhos também tenham uma vida financeiramente saudável e feliz é importante dar o exemplo. Fale com seus pequenos sobre dinheiro.

Quanto mais cedo eles aprenderem o valor do dinheiro e como utilizar corretamente, melhor será o futuro deles.

Por aqui eu encerro este artigo tratando sobre os Casais devem enriquecer juntos.

Gostou do conteúdo? Sabia que temos muitos vídeos sobre certificações e investimentos no nosso canal do Youtube? Clique aqui para conhecer!