A administração dos risco é responsabilidade do Administrador.

Dessa forma, ele pode realizar operações com Derivativos para mitigar os riscos dos investimentos alocados nos Clubes.

Porém, o Administrador precisa realizar avaliação diária da adequação da parcela de recursos e ativos líquidos da carteira consolidada aos potenciais compromissos financeiros.

Ainda, é necessário monitorar o enquadramento do clube em relação aos limites para operar em mercados derivativos e demais mercados.

Operações desenquadradas

Se o Gestor fizer operações que desenquadre o clube e a justificativa não for aceita, o administrador pode negociar ativos para enquadrar a carteira.

No entanto, se for aceita a justificativa, é necessário promover o enquadramento no menor prazo possível, informando o administrador.

Se o gestor for comunicado e não tomar providências, poderá ocorrer de duas formas. Será convocada uma assembleia para substituição, caso ele tenha sido eleito por assembleia geral. Ou se o gestor foi apenas contratado pelo administrador, este o irá substituir.

Por fim, em caso de desenquadramento passivo, o administrador e gestor não são sujeitos às penalidades aplicadas pela CVM;