Certificações Financeiras

Adequação dos Produtos de Investimentos

Kleber Stumpf
Escrito por Kleber Stumpf em 17 de março de 2020

Cursos Anbima, Ancord e Abecip com Desconto

Lembra que nós do Mercado Financeiro brasileiro adoramos ter um termo em inglês nas certificações da Anbima, ANCORD e ABECIP?

Então, a Adequação dos Produtos de Investimentos – Suitability são duas coisas que se completam, e ainda são exatamente o que falei sobre termos em outra língua. 

Na maior parte do que já estudamos, o Suitability é um conceito que estamos construindo juntos – que romântico, né? – a um longo tempo.

Essa adequação leva em consideração outras coisas para responder a seguinte pergunta:

Qual é o melhor investimento que existe?

Curso Online para Certificação CPA10

A partir de hoje se você me perguntar isso a minha resposta será: Não existe um único melhor investimento e sim o mais adequado para você em um determinado momento.

Ou seja, é basicamente tudo o que já vimos e que formam e dão origem a Análise de Perfil de Investidor para saber qual é o melhor produto para cada indivíduo. Logo, para recomendar um produto ao investidor, você precisa ter em mãos algumas informações para adequar sua recomendação. São elas:

  • Horizonte de Investimento
  • Capacidade de assumir riscos
  • Situação financeira do investidor
  • Conhecimento de Mercado

E veja que com base nessas quatro diretrizes chegamos realmente na análise de API. E é a partir dela que encontraremos se a pessoa será um investidor Conservador, Moderado ou Arrojado.

Aprofundando a Adequação dos Produtos de Investimentos – Suitability

Se possuímos as quatro informações necessárias para uma recomendação, nada mal nós verificarmos tudo o que nelas se tem de mais relevante, não é mesmo?

Portanto, se liga que eu explico tudo:

Horizonte de Investimento

A palavra horizonte em nosso mercado pode ser traduzida por tempo. Por isso, horizonte de investimento seria o tempo que o investidor irá precisar do seu recurso. Adequar os produtos de investimento para que eles possam ser usados vendidos ou liquidados no prazo exigido pelo seu cliente, como uma aposentadoria ou até trocar de carro.

Tudo depende do tempo que esse investidor quer utilizar o recurso, por isso se cuida também do tipo de renda a se usar: Variável ou Fixa.

Mais de 4000 questões comentadas para sua certificação financeira

Capacidade de assumir riscos

Ou também conhecida como tolerância ao risco, é o quando você se dispõe a arriscar para ganhar uma maior rentabilidade.

Mesmo considerando a incerteza do mercado e a volatilidade dos preços. Se o cara é muito Conservador, quer dizer que ele não dorme de noite se perder um real, e para ele iremos recomendar a Renda Fixa.

Mesmo que for um Arrojado em um prazo de 6 meses. Sabe por quê? Pois para longo prazo se recomenda Renda Variável.

Aqui devemos compreender de prazo e a capacidade do cara poder assumir riscos.

Situação financeira do Investidor

Adequar os produtos de investimento conforme a renda e/ou a disponibilidade de recursos para investimentos. Sendo importante ter conhecimento sobre a renda e o patrimônio do investidor.

Conhecimento de Mercado

Observar se o seu cliente possui conhecimento sobre o mercado de capitais e os produtos de investimento. Pessoas com pouco conhecimento, é mais adequado investir em produtos com menor complexidade. Já quem possui experiência e conhecimento, pode recomendar produtos mais arrojados.

Quer passar em uma certificação Financeira?

Receba um e-book exclusivo com 7 dicas para ser aprovado!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *