Um dos grandes motivos para fazer a CPA é meio óbvio, que é a obrigatoriedade.

Todos os gestores de regime próprio de previdência social são obrigados a serem certificados pela Anbima. Isso ocorre, pois a Anbima é uma entidade de auto-regulação bancária, onde as  instituições financeiras ingressam com livre vontade e seguem seus códigos, de modo que consigam elevar seus padrões de qualidade no mercado financeiro. E impõe um código específico que torna obrigatório a realização destas certificações:

Art. 14 – É vedado aos Profissionais das instituições participantes o exercício das atividades elegíveis a cada certificação sem a devida aprovação nos exames na forma prevista neste capítulo.

Elevação da Qualificação Profissional

Ser um profissional certificado aumenta a sua qualificação e conhecimento. Por isso que ao existir uma certificação específica para isso, sabemos que o mercado de trabalho irá procurar pessoas já qualificadas para determinadas vagas.

A qualificação, como já comentamos, é obrigatória na hora de criar uma carteira de investimentos para um cliente, por exemplo, desta maneira quanto maior a sua qualificação profissional, maior será o seu nível crescimento.

Conhecimento

Em um dos artigos aqui do site eu comento o por quê das provas da Anbima são tão difíceis. A conclusão é que a prova não é tão difícil assim, mas é muito extensa. Isso acontece em função de ela ser dividida em 7 capítulos e aborda assunto que vão desde a estrutura do sistema financeiro nacional até investimentos em bolsa de valores.

Posto isso, para ser aprovado na CPA, você vai passar por uma preparação psicológica e profissional, e ao final irá perceber que terá um grande aprendizado. Tal aprendizado vai aumentar a sua capacidade de ajudar seus clientes, colegas além de proporcionar a habilidade de lidar com as mais diversas situações dentro do mercado de capitais.

Aumento de Renda

Ter uma dessas certificações, além de lhe dar uma vantagem competitiva dentro do banco, pode aumentar a sua renda. Já foi comprovado que os profissionais que possuem certificação da Anbima, tendem a ganhar mais do que aqueles que não a possuem. Se formos parar para pensar, esse é um motivo a mais para ingressar nesse estudo.

Motivação

Sabe aquela sensação de dever cumprido? Quando você adquire novos conhecimentos a sua motivação interna aumenta e você fica mais motivado. Atraído, você trabalha muito melhor e estes conhecimentos aliados a uma certificação geram oportunidades de carreira e crescimento em qualquer mercado de trabalho. Como diria o Ricardo Amorin: “este é um ciclo virtuoso”.

Você se atualiza sobre o mercado financeiro

As certificações da Anbima fazem parte de um programa chamado de capacitação continuada, isto é, se você for aprovado em uma destas provas e quiser continuar certificado, será necessário refazer o exame periodicamente para demostrar que está ligado nas atualizações do mercado financeiro.

Por isso ter uma dessas certificações significa indiretamente que você está atualizado. Isso permite melhor atendimento aos seus clientes sem lhes fornecer dados equivocados, o que é muito importante. E lembre-se que as certificações tem prazos de validade é necessário fazer a renovação periódica.

Passa confiança ao cliente

Quando você é aprovado na CPA e trabalha em uma instituição financeira, você tem o direito de usar o selo de profissional certificado. Quem nunca deu uma espiada na plaquinha de certificação do gerente? Mas para que isso é mais importante?

É importante principalmente pois passa confiança ao cliente.

Quando você vai comprar algo e vê que o profissional do outro lado é certificado e seguro, você se sente mais confortável a comprar algum produto com ele. Com o seu cliente acontece a mesma coisa, se você é qualificado e preparado, transmitirá mais confiança e prestatividade às pessoas.

Ao pararmos para pensar, toda e qualquer formas de curso, certificação ou caminho que buscamos nos presenteia com uma qualificação em determinada área ou contexto, não sendo diferente no percurso para aqueles que pretendem se qualificar ou trabalhar em uma instituição financeira com maiores recursos e formas de aperfeiçoamento.