O empreendedorismo está no sangue do brasileiro e a cada dia mais pessoas querem abrir seu próprio negócio. Mas a má noticia é que a maioria não sabe por onde começar. E por isso preparei esse material para você com 7 dicas para abrir um negócio com o pé direito.

1) Confecção do contrato social 

É claro que a primeira das dicas para abrir um negócio deveria estar relacionada ao contrato social. Para abrir uma nova empresa de fato os empreendedores precisam obrigatoriamente confeccionar o contrato social onde estarão relacionado todos os aspectos da parceria e como a empresa irá funcionar.

É aqui no contrato social que constarão informações básicas da empresa como definição da atividade da empresa perante a receita federal, o nome da empresa e o capital social que é valor do investimento que os sócios colocaram na empresa.

Neste momento você não deve poupar e procurar um contador para realizar este serviço. Normalmente os grandes e médios escritórios contábeis possuem um departamento societário com advogados especializados em direito empresarial que são os profissionais mais qualificados para te ajudar neste desafio. No contrato social de uma empresa qualquer modificação pode ser realizada caso aprovado por sócios que possuam 75% do capital da empresa. 

O contrato social é o documento mais importante de uma empresa. Justamente por isso é extremamente importante que o seu contrato seja bem feito. Lembre-se que este documento rege todas as “leis internas da empresa”, por isso nada de poupar nesta hora. Contrate um profissional competente para a confecção do seu documento para evitar problemas futuros.

2) Regime de Tributação

Existem três formas de tributação para empresas no Brasil:

  • Simples Nacional;
  • Lucro Presumido;
  • Lucro Real;

Via de regra a tributação pelo simples nacional é voltada a pequenas empresas com faturamento de até 3 milhões e 600 mil reais por ano. Salvo algumas exceções em atividades específicas que são vedadas pela receita federal o simples nacional é uma forma mais simples para as empresas recolherem seus impostos além de possuir uma tributação reduzida para empresas que tem menor faturamento incentivando o empreendedorismo. As alíquotas nesta modalidade variam de 6% a 33% do faturamento bruto da empresa.

O lucro presumido funciona através de uma estimativa de lucro para cada setor da economia com faturamento inferior a 4 milhões de reais mensais. As empresas do lucro presumido tem seu recolhimento de impostos de forma bem mais complexa e a tributação mínima é de 13,33%. Enquanto uma empresa do Simples paga apenas um boleto do simples nacional uma empresa tributada pelo lucro presumido é obrigada a recolher:

  • Imposto de Renda;
  • Contribuição Social;
  • ICMS;
  • PIS;
  • COFINS;

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Já o lucro real é destinado as grandes empresas do Brasil e aquelas constituídas sob a forma de sociedade anônima (que possuem estatuto social no lugar do contrato social) tanto de capital fechado como capital aberto. Como o nome já sugere o Imposto de Renda (IR) e a Contribuição Social (CSOC) destas empresas é cobrado sobre as empresas do lucro real é tributado somente sob o lucro da empresa após descontar as despesas.

3) Escolha do Local

Esse é o primeiro grande erro dos novos empreendedores e por isso é a primeira das 7 dicas para abrir um negócio. Dê uma olhadinha na imagem ao lado onde começaram os novos negócios que hoje dão lugar as maiores empresas do mundo.

Se a Apple a Disney começaram em uma garagem será que você precisa mesmo sair alugando um imóvel? O aluguel de um espaço é um dos maiores gastos fixos senão a maior para empresas que estão começando. Muitas vezes os empreendedores novatos se empolgam e querem alugar um canto só seu sem ter receita o suficiente para bancar esse espaço. 

Saiba o momento certo de alugar um espaço. A não ser que você esteja abrindo uma loja ou um restaurante um espaço específico para trabalhar não é necessário. Eu conheço diversas empresas de advocacia, administração de condomínios e decoração de ambientes que hoje tem negócios de sucesso e começaram a trabalhando em um quartinho em casa e cafés espalhados pela cidade. 

Nem todo negócio precisa de um espaço alugado no começo. Lembre-se que além do custo do aluguel você vai estar assumindo despesas de condomínio, luz, internet, água, condomínio, manutenção e até mesmo o IPTU.

Antes de alugar um imóvel é importante ter a certeza que isso será realmente lucrativo para o seu negócio. 

Se você fez bem as contas e decidiu que ainda não está na hora de alugar um imóvel só para sua empresa você pode optar pela utilização de um co-working. Além de normalmente estas estruturas já possuírem sala de reuniões e internet eles cobram por pessoa ou por hora de utilização caso você precise atender um cliente.

4) Cuidado com empréstimos

Uma das mais importantes dicas para abrir um negócio é ter um cuidado especial com empréstimos. Abrir e manter uma empresa sem crédito é muito difícil e muitas vezes pode ser altamente lucrativo para empresa obter crédito. Mas o que quero te alertar aqui é que no início da empresa pegar créditos com altas taxas de juros pode anular sua margem de lucros ou mesmo te colocar no prejuízo.

Com o valor do real estável e sem a hiperinflação e a estabilidade trazida pelo plano real em 1994 a obtenção de crédito ficou muito mais simples. O importante é que você tenha o fluxo de caixa da sua empresa bem organizado para ter certeza que irá ter dinheiro para pagar as parcelas e ficar atento se as taxas de juros estão de acordo com o mercado.

Lembre-se que a utilização de crédito para fazer seu negócio crescer não é ruim. O importante é ter certeza da capacidade do pagamento da dívida e que esta irá auxiliar no crescimento da empresa.

5) Contratação de Funcionários

O Novo Investidor - Tudo sobre Investimentos, Finanças e Economia

Essa é realmente uma dica de ouro para quem está começando. Para que sua empresa cresça você precisa ter colaboradores e delegar atividades. Tem uma frase que quanto menos coisas o proprietário faz, melhor vai a empresa. Afinal de contas como você terá tempo para planejar o crescimento e desenvolvimento da sua empresa se você estiver sempre ocupado resolvendo problemas operacionais?

Mas será mesmo necessário contratar um funcionário?

Você sabia que já é possível contratar freelancer com uma facilidade enorme e sem os custos e riscos que envolvem a contratação de um funcionário pelo regime da CLT. Existem diversos sites como o Workana e o GetNinjas que te ajudam a encontrar o profissional que você precisa. E você pode encontrar pessoas para te ajudarem com todo e qualquer trabalho que possa ser feito de forma remota. Desde a uma secretária virtual até mesmo alguém para ajudar no financeiro da sua empresa.

Outro ponto positivo é que se você contratar um funcionário pela CLT você terá um custo fixo e se não houver tanto trabalho você precisará pagar pelo seu funcionário que ficará parado. Sem contar que ele precisará de um local fixo para trabalhar enquanto um freelancer não.

Vale a pena considerar um freelancer não é mesmo?

6)  Use e abuse das Start Ups

Aqui temos não uma mas várias dicas para abrir um negócio. Isso porque independente do seu ramo de atuação você com certeza precisará de uma infinidade de serviços como Software de gestão financeira para sua empresa, softwares de ERP (controle de vendas), emissão de boletos, recebimento de cartão de crédito, contabilidade…

A minha dica é de prioridade para o serviço das Start Ups. Normalmente você conseguirá um serviço melhor por um preço mais acessível. Dá uma olhadinha na lista abaixo:

Software de Controle Financeiro: Conta Azul e QuickBooks tem preços super acessíveis, muito mais baratos do que os softwares convencionais. Além disso dão prioridade ao fluxo de caixa que é a coisa mais importante de uma empresa.

Software de Vendas: Uma opção muito bacana é o Pipe Drive. Esta ferramenta está disponível em português e é baratíssima. Além de super personalizável o seu uso é muito fácil e a ferramenta oferece diversos relatórios.

Recebimento de Cartão de Crédito: Por que optar pela maquininha de cartão que o seu banco lhe enfia goela abaixo se você pode optar pela maquininha do PagSeguro por exemplo que é muito mais barata e não tem cobrança de manutenção?

Empréstimos Empresariais: Sempre que você for tomar crédito é muito importante brigar pela menor taxa possível. A Start Up Nexoos é uma boa opção para você encontrar empréstimos com taxas de juros menores.

7) Marketing Digital

Esta é a última das dicas para abrir um negócio mas talvez a mais importante. Você como consumidor está de saco cheio da mídia convencional não é mesmo? Você odeia PopUps, aqueles vídeos chatos antes de começar o vídeo do YouTube e comerciais de TV nem se fala. Se você se sente irritado com esse tipo de coisa, faz sentido irritar também o seu cliente?

O marketing inboud também conhecido como marketing de conteúdo vem revolucionando a forma de se fazer propaganda e pode ser uma boa forma de atrair clientes para o seu negócio. A melhor forma de captação de clientes é ser útil.

Cuidado Extra

Abrir uma empresa no Brasil leva em média 53 dias. É um dos processos mais longos do mundo! Em pesquisa do banco mundial somente a burocracia de se ter uma empresa no Brasil consome algo entre 2,6 mil horas por ano. Somos um pais muito burocrático e com uma das legislações tributárias mais complexas do mundo, por isso é importante ficar atento para evitar qualquer desconformidade com as legislações vigentes.

E ai? Gostou destas dicas para abrir um negócio? Conta para mim nos comentários abaixo.